terça-feira, 20 de dezembro de 2016

Relato de Parto da Alice

Resolvi fazer o meu relato de parto. A princípio só vejo relatos de partos normais, o que infelizmente não aconteceu comigo, mas resolvi contar o que aconteceu como forma de empoderar mais as mulheres que desejam um parto normal.
Dia 04/09 estava com 40 semanas e 1 dia. Cansada da pergunta "quando ela vai nascer??" . Acordei super disposta. Fiz uma faxina geraaaaal em casa. As meninas do grupo "gestantes do roda" que participo no whatsapp brincaram dizendo que quando a mulher começa a limpar a casa assim no fim da gravidez é porque tem bebê querendo nascer. Não estava sentindo nada. No dia 05/09 acordei pra fazer xixi, como de costume, às 6:00 da manhã. Quando olhei meu short e calcinha molhados, muito molhados. Fiquei super feliz, algo estava acontecendo!!!!! Falei pro marido que nem me deu muita bola, o sono foi maior kkkk. Não consegui mais dormir! Queria dormir, pois a maratona seria grande e queria aproveitar que não estava sentindo nada pra descansar. Mas quem viu? Coração acelerado.. não consegui ficar quieta e fui fazer as coisas de casa. Quando me abaixei pra fazer carinho no meu cachorro.. escorreu um líquido quente nas minhas pernas, quente e transparente. É a bolsa, pensei!!! Troquei calcinha e continuava sentindo um líquido quente sair. Troquei de calcinha umas 4 vezes dentro de uma hora.
Luiz acordou e ficou louco, ansioso, saiu procurando a máquina de tirar fotos kkkk (quem usa máquina hoje em dia com celular?) Eu disse a ele pra ter calma.. que eu não estava sentindo nada e não iria para o hospital nem tão cedo, afinal não queria que me internassem e eu sofresse violência obstétrica ou que me empurrassem uma cesariana desnecessária. Arrumamos as coisas, me despedi dos cachorros e fomos pra casa da avó dele. (Eu não queria ir, queria ficar em casa. Sabia que a interferência da família não seria boa mas ele ficou insistindo).
Dito e feito. Chegando lá todo mundo fez um alarme (Marina vai morrer sufocada, você tem que ir pra maternidade agora blá blá blá, eu tava sem paciência pra explicar sobre tudo que tinha estudado, estava super feliz e ainda sem sentir NADA) e eu fui forçada a ir pra maternidade tanto pela família dele quanto pela minha. Ainda consegui enrolar umas horas, tomei banho, lavei o cabelo e no chuveiro fiquei rebolando na água quentinha e agachando. (A intenção era fazer chapinha kkk mas ninguém deixou)
Fui para a Nossa senhora da guia. (Já que estava sem plano de saúde) Maternidade que me aconselharam por ser amiga da criança e incentivarem o parto normal. De cara odiei, fui atendida na triagem por uma médica muito estúpida que não me deu um Boa tarde (era meio dia mais ou menos), nem se apresentou, mandou eu me deitar e tirar a calcinha. Eu fiz : opa, boa tarde né? (Acho que ela não gostou disso kkk) fez o toque e foi tão grosseira que eu reclamei, disse que ela estava sendo ignorante e ela definitivamente não gostou, percebi rsrsrs mas eu não sou de ficar calada, os médicos têm que tratar os pacientes com respeito e delicadeza.
Estava com 1cm, e não parava de sair líquido.. pensei "maravilha! Vão me mandar pra casa doce ilusão.. ela disse "você vai ter que ficar internada por causa da sua idade gestacional e você está com bolsa rota, tem que ficar sendo monitorada" não gosto nem de pensar que eu aceitei isso, deveria ter assinado um termo e ido pra casa, raiva de mim nesse momento!!!
Subi para a observação. Lá tem 3 camas e várias cadeiras, tinham exatas 6 gestantes. De cara me colocaram no soro glicosado. Fui logo atacando.. "não tem ocitocina nesse soro não né?" (Afinal eu queria que evoluísse tudo naturalmente) a técnica de enfermagem já me olhou de cara feia (ter informação é ruim pra profissionais que não se importam com os outros) e disse "tem não, tá limpo" ok. Mas continuei sem entender o porquê de me colocarem no soro. Depois ela veio com uma medicação intramuscular. Perguntei de novo, pra que serve isso? E ela disse (de cara feia de novo) "é Plasil, uma medicação pra afinar o colo do útero" eu.. oi? Desde quando Plasil afina colo do útero? Me corrijam se eu estiver errada, Plasil é pra enjôo e vomito. Depois de tudo associei.. era pra eu não ficar enjoada por ficar um longo período sem comer.
E então eu comecei a andar .. o espaço era mínimo! Eu andava pra lá e pra ca que nem doida, ficavam me olhando e eu andando com um ferro do soro pra cima e pra baixo, comecei a sentir cólica e quando fui ao banheiro tinha sangue na calcinha, fiquei com muita raiva, cogitei a possibilidade da médica ter feito um descolamento de membranas sem me consultar ou o toque que foi grosseiro mesmo.
Meu marido não pôde ficar comigo, só tinha mulher na sala de observação e ele ficou constrangido, eu também fiquei por ele e então ele decidiu que não ficaria comigo. E eu tava super contando com o apoio dele. a gestação inteira imaginei e idealizei esse momento. As cólicas começaram a ficar mais doloridas , comecei a contar mas estavam num intervalo de tempo totalmente desregular, já era umas 15:00 horas.
Perguntei se poderia beber água (geralmente quando vc fica interna eles não permitem que você beba ou coma algo) eu tinha levado escondido, água e barra de cereal. A enfermeira disse que no meu prontuário eu estava em dieta zero! Como assim dieta zero???? Pra parto normal???? Mesmo assim bebi agua escondida! Como pode uma pessoa aguentar um trabalho de parto com fome e com sede?
E então meu prontuário tava ali de bobeira, não tinha ninguém no posto de enfermagem, minha prima viu e tinha assim "conduta principal: parto cesariana" olhamos os outros prontuário e todos os outros tinha "conduta principal: parto normal" . Fiquei chateada.. a médica encucou comigo? Só pode! E o pior que a infeliz só trocava de plantão as 19:00 hrs. Depois disso tudo fazia sentido.. o soro.. dieta zero.. iriam me encaminhar pra cesariana mesmo. Fiquei mais ou menos de 13:00 até 18:00 sem avaliação, sem auscultarem Marina que já não estava se movimentando muito. Ás 18:00 uma enfermeira me examinou, segundo ela.. colo posterior e 2/3 cm de dilatação. Fiquei até feliz! Tava evoluindo.. mas me perguntei porque não estavam induzindo? Ja que eu estava com 40 semanas? Na troca de plantão, a médica veio me examinar. Viu meu prontuário antes. Fez outro toque segundo ela: "a cabecinha está aqui mas o colo está muito posterior e 1cm de dilatação, ela vai ter que ir pra cesariana, bolsa rota desde manhã" A médica foi até simpática comigo mas parecia uma seleção.. troca de plantão e ela saiu selecionando quem ia pra cesariana e quem ia pra sala de pré parto pra poder desafogar a observação que estava lotada. Os bcfs de marina também caíram um pouco, de 144, 133, 128.. fiquei com medo por isso também é por ela não estar mexendo. Então eu aceitei! Eu sabia que ali, naquele ambiente eu não iria evoluir, não tinha espaço, não tinha nada que estimulasse um trabalho de parto além de muitas pessoas entrando e saindo da sala, você fica totalmente constrangida pra fazer qualquer coisa. Por isso bato sempre na tecla, quem quer um parto normal humanizado ten que se preparar não só com informações mas também financeiramente. Profissionais que apoiam a causa são pouquissimos em Maceió. Não fiquem à mercê do sus, eu fui apenas uma das vítimas. Subi para o centro cirúrgico, me sondaram antes da anestesia, a moça que desobstruiu o soro uma verdadeira cavala, o anestesista era o único humano ali. Depois de tudo preparado foi que a médica deu as caras. Não amarraram meus braços mas colocaram aquele o ano na frente então não pude ver o nascimento da minha filha e eles não permitiram foto de maneira alguma!!! e as 8:50 Marina nasceu, "circular de cordão" a médica disse. Marina ainda demorou uns 2 segundos para chorar, cortaram o cordão de imediato e trouxeram pra mim. Tão linda.. chorando e quando encostou em mim parou na hora confesso que eu queria ter curtido mais o momento, não curti como achei que curtiria mas estava feliz e agradecida por minha filha ter nascido com saúde. Capurro 39 e 5 dias , Apgar 9/9, 50cm e 3,345 kgs. Não colocaram o nitrato de prata a pedido meu. Com toda sinceridade eu odiei esse hospital. Me senti frustrada no começo, na verdade ainda me sinto. Me pergunto as vezes pq algumas tem tanta facilidade e eu não tive? Me culpo as vezes por não ter tido uma gestação tão ativa, por não ter feito uma dieta balanceada.. enfim eu me culpo! Não queria que as mulheres se sentissem assim por isso resolvi escrever. Mulheres se empoderem e busquem por respeito as suas decisões e a forma com que vocês querem parir.

2 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Minha prima teve sua filhinha há menos de 01 mês no Nossa Senhora da Guia e não foi desse jeito que você relatou. Teve parto normal, passou horas em trabalho de parto, a médica foi atenciosa, enfermagem também, até o estudante de Medicina. Enfim, acho que seria uma tremenda falta de profissionalismo e irresponsabilidade do profissional, escolher "por cara" a conduta a ser adotada. Desculpe, só minha opinião. O fato de querermos muito um parto normal, não pode vendar nossos olhos para tudo aquilo que acontece aí nosso redor. Respeito sua experiência e relato, mas não achei que ele acrescentou para uma boa discussão e nem para apoiar a nós mulheres gestantes.

    ResponderExcluir