terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Relato de Parto Normal Hospitalar de Camila Amorim

Parto normal, hospital nossa senhora da guia - Maceió/AL

Numa segunda feira dia 11/05 com 40s6d por volta das 14h comecei a sentir contrações leves que não tomavam ritmo nem se intensificavam. Passei resto do dia assim, dormi muito bem a noite. No outro dia por volta das 7h40 meu tampão saiu. E ás 8h15 senti uma contração mais forte e dali as contrações tomaram mais ritmo e ficaram cada vez mais fortes. Primeiro de 20 em 20min, depois de 10 em 10min. Por volta das 11h dei entrada no hospital, fui examinada, estava com 4cm de dilatação, então fui pra sala de observação, meu esposo foi junto comigo, não soltou minha mão em nenhum instante, isso foi essencial pra mim. Depois de mais ou menos 1h vieram fazer outro exame de toque e eu estava com 5cm. Eu fiquei calada em todo o tempo, a dor era realmente inexplicável, nada do que eu tinha lido na gestação sobre a dor chegava perto de descrevê-la. E a cada contração eu fechava os olhos botava em pratica todas as técnicas de respiração que havia aprendido durando a gestação e dizia para aquela dor que eu fui feita pra senti-la, que eu era muito mais forte que ela. E quando eu pensava que não iria aguentar mais ela passava e me dava alguns minutos para descansar. Dai veio uma enfermeira e colocou o tal "sorinho" com oxitocina. Logo minha bolsa rompeu, e o que tinha na água? mecônio, estava tão concentrada nas contrações que nem notei. Logo uma enfermeira veio fazer outro toque e ver a densidade do mecônio. Eu estava com 7cm e não havia porque se preocupar com mecônio, era só minha filha avisando que já está sim preparada pra vir ao mundo. Fui pro chuveiro, tomei um banho amparada pelo meu marido. Voltei pra maca, passou uns 30min e minhas contrações já estavam vindo de 2 em 2 min e cada vez mais intensas. Avisei a enfermeira e ela fez outro exame de toque, 9cm de dilatação pra minha alegria, dai uma vontade enorme de fazer força, eu não comandava mais meu corpo ele fazia força por si só. E a dor como passe de mágica sumiu, fui para sala de parto, comecei a fazer força, meu marido segurando da minha mão me dando o maior apoio do mundo.. Porém eu estava muito fraca, pois não consegui comer nada por conta da ansiedade e nervosismo e também estava vomitando cada vez que vinha uma contração durante todo o trabalho de parto.. Fazia força mas parecia que não era o bastante pra minha filha nascer, passei muito tempo fazendo força estava muito cansada, fui assistida por residentes, depois de um certo tempo uma das enfermeiras que estava me assistindo saiu e voltou com um médico que não me recordo o nome, que em alguns segundos me passou mais segurança que a minha GO em 9 meses, ele mandou a residente fazer a episio pois já havia passado quase uma hora que eu estava no expulsivo e como tinha mecônio no líquido não dava mais pra esperar muito, minha bebê tinha que nascer logo, ele chegou perto de mim colocou o braço entre os meus seios e barriga e me disse que agora era ele e eu e que quando a contração viesse eu avisasse e fizesse força, e assim foi eu fiz força e ele empurrou minha barriga com o braço na segunda contração minha filha nasceu e veio direto para os meus braços, mamou assim que tomei ela em meus braços  não foi perfeito, queria que tivesse sido natural, mas eu amei de qualquer forma, tive meu tão desejado parto normal.. Porque parir vicia hahah

Nenhum comentário:

Postar um comentário